News

Cálculo de área "real": considerando o relevo | ArcGIS

Olá pessoal, 

Antes de começar a postagem, gostaria de agradecer a todos que participaram da indicação para que este blog ficasse entre 5 finalistas do Prêmio MundoGEO#Connect. Muito obrigado! Isso é uma motivação a mais para continuar postando.

Gostaria de informar que a segunda fase já começou. Não deixe de participar! Na categoria de melhor blog de geotecnologias selecione o Geotecnologias Luís Lopes. Clique e participe!

Bom, vamos ao tutorial. Uma das ferramentas mais usadas para quem trabalha com softwares de SIG é o cálculo de área (como foi mostrado por meu brother Sadeck, clique aqui), porém este cálculo leva em consideração um plano, chapado, e sabemos que, na maioria das vezes, não chega próximo ao real. E se a área for acidentada? Vamos ver abaixo.

Pois bem, hoje mostrarei um cálculo de área que considera o relevo, pois isso o "real". Para este processo, você irá precisar do TIN (Triangulated Irregular Network). Veja como criar um TIN.

Abra o ArcGIS e insira o TIN e o shape que será utilizado para o cálculo. Depois ative o ArcToolbox e siga o caminho: 3D Analyst Tools > TIN  Surface > Interpolate Polygon to Multipatch (Figura 1).

Figura 1 - Caminho para o cálculo de área "real".
A janela Interpolate Polygon to Multipatch irá abrir (Figura 2). Em "Input TIN" selecione seu TIN. Em "Input Feature Class" selecione seu shape de polígono. Em "Output Feature Class" dê um nome e um destino ao novo arquivo que será gerado com os valores de áreas calculado.  Em "Area Field" já possui um nome padrão, mas pode renome-a-lo. Em "Surface Area Field" também já vem com um padrão, mas renomeei para "Area_REAL". Os nome presentes nesses campos serão o título na tabela de atributos. Veja a importância destes campos no parágrafo abaixo:

|Atenção| Esses dois últimos campos será inserido automaticamente a tabela de atributos do novo shape, sendo que Area Field representará o valor do cálculo de área tradicional e Surface Area Field o valor do cálculo de área considerando o relevo.

Figura 2 - Janela Interpolate Polygon to Multipatch.
O arquivo será processado e a depender do tamanho da área levará algum tempo para finalizar o procedimento. Ao final, adicione seu arquivo no ArcGIS e abra a tabela de atributos (Figura 3).

Figura 3 - Diferença entre cálculo de área tradicional e considerando o relevo
Perceberam a diferença?!

Mas não é isso! O shape assume a forma do relevo, baseado no TIN. Abra o ArcScene e adicione o shape gerado neste procedimento para perceber (Figura 4).

Figura 4 - Forma do shape gerado com Interpolate Polygon to Multipatch
Para uma melhor visualização da forma, adicionei o TIN, como mostra a Figura 5.

Figura 5 - TIN com shape sobreposto no ArcScene

Então é isso pessoal. Gostaram da postagem? Comentem...é importante!

Abraços, 
Luís Lopes
--
Twitter: @geoluislopes
E-mail: geo.luislopes@gmail.com

6 comentários:

Daniel Dimas disse...

Parabéns pelo nível dos seus tutoriais Luís.

Luís Lopes disse...

Olá Dimas,

Muito obrigado pelo comentário com elogio!

Abraços,
Luís Lopes

Roneide Sousa disse...

nossa muito bom...to aprendendo aos poucos desvendar o arcgis,RSRS ajuda cm a sua eh sempre importante. PARABÉNS

Luís Lopes disse...

Olá Roneide,

Obrigado pela visita! Também estou tentando desvendar o ArcGIS também, afinal são inúmeras ferramentas. Aos poucos vou aprendendo e postando no blog.

Abraços,
Luís Lopes

Luís Lopes disse...

Pessoal,

Normalmente, quando sobrepõe-se o shape ao TIN ou DEM no ArcScene, o interior do polígono pode apresentar "falhas" no preenchimento.

O Interpolate Polygon to multipatch corrige esta "falha".

Abraços,
Luís Lopes

Deepak disse...

please put your blog in American English to view and know clearly all over world.

Venkat

Geotecnologias Luís Lopes Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.