News

Produtos ESRI disponíveis gratuitamente para plataforma Linux



Olá pessoal,

Há algum tempo migrei para plataforma Linux, mais precisamente para distribuição Ubuntu (e não me arrependo!) e adotei o QGIS como software de geoprocessamento para uso em ambiente corporativo e pessoal.

Quando fala-se em Linux em geoprocessamento, muitos, em primeiro momento, logo pensam que é impossível trabalhar com produtos Esri. Enganam-se!

Vale lembrar que há o excelente blog de Esdras Andrade especializado em geoprocessamento para Linux. Acesse http://geoparalinux.wordpress.com/

No próprio site da Esri há disponíveis alguns softwares e extensões para Linux, assim como para o Windows, Mac, Solaris, Android, etc.
Tux retirado do site 'chevitarese' e adaptado.


Nesta lista de opções para Linux, podemos destacar:

  • ArcGIS ArcExplorer - versões 9.2, 9.3 e 9.3.1
O ArcGIS Explorer é um visualizador grátis e fácil de utilizar, que lhe permite explorar, visualizar e compartilhar informação geográfica. A grande vantagem do ArcGIS Explorer reside na disponibilização de dados oficiais a um vasto público. Com o ArcGIS Explorer pode:

  1. Aceder a basemaps e layers do ArcGIS Online prontos a utilizar.
  2. Fundir os seus dados com serviços de mapas pela Internet, para criar mapas personalizados.
  3. Adicionar fotografias, comentários, vídeos e outras informações aos seus mapas.
  4. Realizar análises espaciais (por exemplo, visibilidade, modelagem e pesquisa de proximidades)
  • ArcReader - versões 9.3.1, 10 e 10.1
O ArcReader é um visualizador grátis e fácil de utilizar, que permite a qualquer pessoa ver, explorar e imprimir mapas e globos. Qualquer pessoa pode ver mapas interativos de alta qualidade, criados por um conjunto de produtos do sistema ArcGIS for Desktop e publicados através da extensão ArcGIS Publisher. Com o ArcReader pode:

  1. Ver, navegar e imprimir mapas publicados pelo ArcGIS (ficheiros PMF).
  2. Distribuir os seus dados a utilizadores pouco experientes
  3. Fazer zoom, pan e alternar entre mapas e layout views.
  4. Comunicar de forma mais eficiente, georreferenciando os fenômenos no mapa.
  5. Permite inquirir os seus dados.
  6. Imprimir mapas e globos publicados, incluindo toda a simbologia das layers e elementos cartográficos.
  7. Criar aplicações personalizadas para o ArcReader e utilizá-la em aplicações já existentes.
  • File Geodatabase API - versões 1.2 e 1.3
Esta API permite que programadores trabalhem com o formato File Geodatabase fora dos ArcObjects (a biblioteca de componentes de software que constituem a base do ArcGIS). Com esta API programadores passam a poder criar aplicações independentes para ver ou modificar dados armazenados no formato File Geodatabase sem recorrer a ArcObjects. Esta API permite:

  1. Criar novas bases de dados geográficas
  2. Ler todo o esquema de uma base de dados
  3. Criar diferentes esquemas para features do tipo simples
  4. Ler, editar e remover dados contidos na base de dados
  5. Executar queries por atributos e queries espaciais
Esta File Geodatabase API não substitui os ArcObjects como ferramenta recomendada na interação com bases de dados geográficas.

Para ter acesso a toda lista de produtos Esri, acesse: http://www.esri.com/apps/products/download/. Será necessário criar uma "conta global Esri" (gratuita), preenchendo alguns dados.

Gostaram da dica? Deixe seu comentário!!!

Até a próxima...

Bibliografia consultada

Blog Esri Portugal http://www.esriportugal.pt/blog/


Geotecnologias Luís Lopes Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.